Banco de informações > Formiga

 

Formiga

Dentre as espécies de maior ocorrência e importância em área urbana, tem-se: Tapinoma melanocephalum (formiga fantasma), Paratrechina longicornis (formiga-louca) e a Monomorium pharaonis (formiga-do-faraó) todas originadas da África. As formigas são nocivas, pois transportam em seu corpo microrganismos patogênicos, atuando como vetores de doenças, ou quando destroem colheitas. As formigas atuam como vetores infecções provocadas por fungos no ambiente hospitalar e residencial. Em geral as 3 espécies são encontradas em hospitais e residências. As formigas fantasma fazem seus ninhos atrás de azulejos, batentes de portas e rodapés. Saem para se alimentar, formando trilhas irregulares e andando rapidamente em zigue-zagues.Têm preferência por alimentos açucarados. Comuns no Sudeste do Brasil. As formigas-louca são chamadas assim, por andarem irregularmente, quase em semicírculos, sem sentido direcional. Tem coloração marrom e preta. Constroem os ninhos fora dos prédios, nas calçadas, revestimentos externos das paredes e entram nas casas por janelas, portas, etc. As formigas-do-faraó têm coloração marrom-amarelada. Quase todo o corpo é cheio de pontos. Fazem ninhos em diversos locais, até em aparelhos eletrodomésticos. Não andam muito rápido e fazem a trilha em linha reta.


Doenças relacionadas
Erisipela