Banco de informações > Aranha

 

Aranha

As aranhas pertencem à classe dos aracnídeos e ao filo dos artrópodes. As aranhas venenosas mais comuns são: aranhas-marrom (Loxosceles spp.), viúva-negra (Latrodectus sp.) e a armadeira (Phoneutria sp.). A aranha caranguejeira, apesar de seu porte ser grande, em sua maioria, salva de raras exceções, não são venenosas. As aranhas conhecidas por papa-moscas ou meirinhas (família Salticidae), podem picar como defesa, mas não apresentam gravidade. As aranhas-marrom vivem em teias irregulares (parecido com algodão-doce) que constroem em frestas de cascas de árvores, em barrancos, entre pilhas de tijolos, telhas e madeira acumulada, em cantos de paredes e nos sótãos das casas. Não são agressivas, mas picam quando pressionadas. Seu veneno causa, normalmente, uma lesão na pele, e eventualmente, induz efeitos sistêmicos que podem ser letais. A viúva-negra é pequena, tem as patas finas e apresenta, em geral, abdômen negro com uma mancha vermelha com formato de ampulheta. Sua picada causa dor local imediata com sensação de queimação. As armadeiras têm hábitos noturnos, vivem em arbustos, folhagens e bromélias, nas matas, são muito comuns na periferia de áreas urbanizadas, invadindo casa, galpões e garagens. Ao serem perturbadas levantam os pares superiores para saltar sobre a vítima como forma de defesa. Sua picada provoca dor intensa no local atingido e às vezes inchação no local da picada e febre. Em alguns casos pode causar paralisia respiratória.