Notícias > Conhecendo o inimigo para saber como combatê-lo


Você sabia que a barata existe há 350 milhões de anos e o homem há 10 milhões? Sabia ainda que ela viu o surgimento dos dinossauros e, posteriormente, o seu desaparecimento?

Você sabia que a barata existe há 350 milhões de anos e o homem há 10 milhões? Sabia ainda que ela viu o surgimento dos dinossauros e, posteriormente, o seu desaparecimento? Ou que ela, graças ao seu tempo de existência, aprendeu a sobreviver nas mais diferentes condições? Talvez o que a maioria da população saiba de fato sobre a barata é que ela causa náuseas em muita gente. E a reação é pertinente, na medida em que este é um dos insetos que mais provocam contaminações e, conseqüentemente, mais de 400 doenças. Informações como estas e muitas outras referentes aos danos causados por pragas e insetos estão cada vez mais acessíveis ao público, graças ao Ecomóvel, uma inusitada iniciativa da empresa Astral Saúde Ambiental, líder do mercado latino-americano no controle de pragas urbanas.

A empresa, através de um de seus braços, a ONG Alto Astral, construiu uma carreta educativa que, desde o dia 4 de julho, está percorrendo vários pontos do Rio e da Região Metropolitana do estado com a finalidade de conscientizar a população sobre a prevenção de doenças causadas por insetos, pragas e roedores. Até o início de agosto, segundo Beto Filho, dono da Astral, o Ecomóvel já havia recebido mais de 30 mil visitantes.

— No Rio, temos 225 baratas e oito ratos por habitante — alerta Beto Filho, jornalista que, há 23 anos, se interessou pelo assunto e criou a empresa. — Queremos fazer uma reeducação da criança, transformando-as em agentes multiplicadores para que, futuramente, tenhamos uma geração melhor. As pragas urbanas como ratos, escorpiões, aranhas, mosquitos etc. são responsáveis por uma quantidade enorme de contaminações hospitalares e alimentares. Temos, por exemplo, 23 tipos de formigas passíveis de contaminações hospitalares.

O projeto pode ser conhecido também através do site www.altoastral.org.br. A visita ao Ecomóvel tem quatro etapas. A primeira é a visitação na qual pode-se ver pragas vivas ou mortas. A segunda etapa é a exibição de um vídeo educacional de seis minutos de duração, mostrando a gravidade do problema e orientando para soluções preventivas. A terceira etapa é um convite aos visitantes a serem multiplicadores das informações. E a quarta é a distribuição de uma revista em papel reciclado que tem duas versões, para crianças e para adultos.

— Sabemos da falta de informações sobre isso. Um terço do que o SUS gasta referem-se a problemas gastrointestinais, dermatológicos e respiratórios. Isso poderia ser evitado com campanhas preventivas. Em 2002, perdemos 2 milhões de turistas por causa da dengue. O Brasil, como celeiro do mundo, perde 30% da produção nacional de alimentos por causa de pragas. A média européia é de 8%. Se perdêssemos 25% já não precisaríamos do Fome Zero — diz Beto Filho, informando que o objetivo é construir dez carretas para percorrerem o país com investimento de R$ 4 milhões.

Astral Saúde Ambiental
e-mail: astral@astral.ind.br.
Tel.: (21) 2442-3443.

Autor: Gustavo Goulart
Fonte: Jornal O Globo – Encarte Razão Social
Data da Publicação: 09/06/2005




voltar