Banco de informações > Peste

 

Peste

A peste também é conhecida como peste negra, peste bubônica, peste pneumônica e peste septicêmica. é uma doença bacteriana infecciosa causada pela bactéria Yersinia pestis um bacilo Gram negativo que acomete animais e o homem. Durante a Idade Média, milhões de pessoas na Europa morreram de peste. Segundo a OMS, atualmente há registro de 1000 a 3000 casos anuais de peste, com distribuição na América, África e Ásia.

Formas de Contaminação
A transmissão é indireta e efetua-se através da pulga do rato: esta se contamina ao sugar o sangue do animal doente e posteriormente, o homem, transmitindo-lhe, a infecção.

Sintomatologia
A doença leva de dois a cinco dias para se estabelecer. Depois surgem seus primeiros sintomas, caracterizados por inflamação dos gânglios linfáticos e uma leve tremedeira. Segue-se então, dor de cabeça, sonolência, intolerância à luz, apatia, vertigem, dores nos membros e nas costas, febre de 40oC e delírios. O quadro pode se tornar mais grave com o surgimento da diarréia e pode matar em 60% dos casos não tratados.

Peste bubônica: bubos (linfonodos aumentados, sensíveis e quentes ao toque), hipertermia, arrepios e prostração.

Peste septicêmica: hipertermia, arrepios, prostração, dor abdominal, hemorragia e choque.

Peste pneumônica: hipertermia, arrepios, prostração, tosse, dificuldade respiratória, pneumonia progressiva, que pode causar falência respiratória e morte se não tratada rapidamente.

Profilaxia - Medidas Preventivas
Medidas contra os vetores: exterminação dos ratos domésticos; medidas gerais preventivas contra a proliferação de ratos nos portos, navios, docas, armazéns, esgotos, plantações e paióis; exterminar as pulgas através de inseticidas.

Medidas Pessoais: isolamento rigoroso do doente; quarentena para os comunicantes; proteção para indivíduos expostos; quimioprafilaxia; vacinação.

Medidas Internacionais: notificação imediata e obrigatória às autoridades sanitárias locais, aos países vizinhos e a OMS; fiscalização rigorosa de todos os meios de transporte e mercadorias procedentes da zona afetada pela doença; quarentena e vigilância dos viajantes que procedem da mesma zona afetada.

Bibliografia
www.cca.ufes.br/cakc/yersinia.htm
www.marciolois2.hpg.ig.com.br/pestebubonica.html