Banco de informações > Coriomeningite linfocitária

 

Coriomeningite linfocitária

A coriomeningite linfocitária é uma doença causada por um arenavírus que, em geral, causa uma perturbação semelhante à gripe.

Formas de Contaminação
O arenavírus está presente nos roedores, especialmente no rato. Estes costumam estar infectados pelo vírus ao longo da vida e excretam-no na urina, nas fezes, no sêmen e nas secreções nasais. A exposição ao pó e aos alimentos contaminados é habitualmente responsável pela infecção dos seres humanos. A doença geralmente ocorre no inverno, quando os roedores selvagens procuram abrigo debaixo de teto.

Sintomatologia
Uma doença semelhante à gripe desenvolve-se de uma a três semanas depois da infecção. Geralmente nos casos que manifestam sintomas, verifica-se febre de 38,3ºC a 40ºC, que pode incluir tremores (arrepios).

Profilaxia - Medidas Preventivas
Eliminar todos os resíduos que possam servir para construção de tocas e ninhos.

Evitar entulhos e objetos inúteis no interior e ao redor da edificação através de limpeza diária.

Armazenar em depósito os sacos, fardos e caixas de grãos, farinhas ou qualquer outro alimento sobre estrados com altura mínima de 40 cm, afastados uns dos outros e 30 centímetros das paredes.

Colocar telas removíveis em aberturas de aeração, entradas de condutores de eletricidade ou vãos de adutores de qualquer natureza.

Vedar fendas e outras aberturas superiores a 5 cm existentes na edificação para evitar ingressos acidentais de roedores ao seus interiores;
Remover diariamente as sobras dos alimentos de animais domésticos;
Recolher os restos alimentares em recipientes adequados (latões com tampa), de preferência em sacos plásticos, que deverão ser fechados e recolhidos pelo serviço de coleta urbana.

Caso o lixo precise aguardar nas áreas externas ou na rua até a sua coleta, este deve ficar sobre suportes de aproximadamente 1,5 metros de altura do solo. Em casos de um volume grande de lixo orgânico e que este necessite ser armazenado por mais de um dia até o seu recolhimento pela coleta pública, o ideal é que existam câmaras frigoríficas com esta finalidade.

Eliminar vegetação em torno das instalações a pelo menos a uma distância de 1 m;
Tampar reservatórios de água;
Não deixar encostados em muros e paredes objetos que facilitem o acesso de roedores.

Buracos e vãos em telhas devem ser vedados com argamassa adequada.
Sanar vazamentos em tubulações de abastecimento de água;

Bibliografia
www.msd.pt/mmerck/categoria/