Banco de informações > Balantidíase

 

Balantidíase

É causado pelo o maior protozoário parasita do homem o Balantidium coli. É comum no intestino grosso do porco, rato, primata, e ocasionalmente, infecta o homem.

Formas de Contaminação
Os parasitos se multiplicam no intestino, produzindo cistos; os trofozoítos são formas infectantes; os cistos e trofozoítos são amplamente eliminados nas fezes, podendo contaminar o ambiente e transmitir a infecção a outros hospedeiros. O homem se contamina pela ingestão de cistos ou eventualmente trofozoítos, através de água ou alimentos.

Sintomatologia
A infecção se manifesta com febre, anorexia, náuseas, vômitos e diarréia que pode evoluir à disenteria (fezes com muco, pus e sangue); os casos graves manifestam-se com desidratação e hemorragias intestinais; a doença pode assumir forma crônica. A infecção crônica produz disenteria ou diarréia mucosa e raramente diarréia sanguinolenta, o número de evacuações varia entre 6 a 15 por dia. O diagnóstico é feito pela visualização de trofozoítos e/ou cistos nas fezes.

Profilaxia - Medidas Preventivas
A prevenção se faz pela higiene adequada, cozimento de alimentos, fervura da água, tratamento dos doentes.